Aqui estão os truques que você precisa saber para acertar em cheio no seu cálculo de bebidas para casamento

| Dicas | Festa | Whisky
Há uma maneira infalível de tornar um casamento memorável (da pior maneira possível): acabar a bebida no meio da festa. Para evitar essa catástrofe, sem que você precise gastar rios de dinheiro com isso, reunimos as dicas e truques indispensáveis para não errar na quantidade de bebida por convidado e organizá-las da melhor forma possível para o seu grande dia. Confira a seguir como calcular bebida para casamento de forma inteligente, para não faltar ou sobrar, seja uma festa para 200 pessoas ou poucos convidados.

Quantidade de bebida para casamento: fatores a se considerar

Hoje em dia, mais do que festas tradicionais que seguem um padrão, as celebrações de matrimônio são bastante personalizadas e refletem o gosto e estilo de cada casal. Portanto, na hora de fazer o cálculo de bebida para casamento é preciso levar em conta os diversos aspectos da festa. São eles:
  • Dia da semana e horário
  • Local e clima
  • Estilo da festa e dos convidados
  • Harmonização com a comida
Pode não parecer, mas analisar bem esses elementos irá lhe ajudar a melhor definir a quantidade de bebida para casamento. Por exemplo, se a festa ocorrer em um dia de semana ou no domingo, em que a maioria dos convidados trabalha na manhã seguinte, é bem provável que o consumo de bebidas alcoólicas diminua e o de refrigerante, água e suco aumente. O mesmo acontece para comemorações no período da manhã. Nesse caso, ainda há a preferência por bebidas mais leves, como espumantes e vinhos brancos. Isso também se aplica quando pensamos no clima e no local onde será realizada a festa. Afinal, nada melhor que bebidas mais quentes e encorpadas para um casamento na montanha durante os meses de frio, mas esse tipo de bebida já não cairia muito bem em uma celebração na praia durante o verão. Na hora de fazer o cálculo de bebida para casamento também deve-se pensar no estilo do casamento. Caso se trate de uma recepção com champagne, por exemplo, essa bebida ou pelo menos um espumante ou prosecco não poderão faltar! Claro que não é preciso se restringir e é possível balancear vinho tinto com branco e destilados com coquetéis de frutas no mesmo casamento, mas é necessário dar prioridade às bebidas que mais se enquadram naquela situação. duas taças de espumante com flores ao fundo

Tipos de bebida: como escolher

Tão importante quanto calcular a quantidade de bebida para casamento, é escolher quais irão fazer parte dele. Para isso os mesmos fatores citados anteriormente devem ser analisados:
  • Casamentos na praia, no verão, durante o dia combinam com bebidas mais leves e refrescantes, como espumantes, vinhos claros (que devem ser servidos geladinhos, abaixo de 9 graus) e coquetéis com frutas.
  • Casamentos em dias frios, à noite, em salões: aposte em bebidas mais pesadas, como vinho tinto, whisky, vodka e drinks diversos.
Em ambos os casos pode-se contratar um serviço de bar com algumas opções de coquetéis, mas dê preferência aos clássicos, como a Caipirinha ou Sakerinha, Mojito, Gin Tônica e Margarita, entre outros, assim não tem erro! Também não se esqueça de considerar um licor para a mesa de café e chá na saída. Ainda é possível harmonizar a escolha de bebidas com os pratos do jantar, como por exemplo:
  • Filé ao molho madeira, gratinados e massas com molho de tomate caem bem com vinho tinto.
  • Peixes, aves e massas com molho branco combinam com espumantes, vinho rosé e branco.

Cálculo bebida casamento: como fazer

Além dos fatores já citados, para saber como calcular bebida para casamento é essencial conhecer os hábitos de seus convidados. Por isso faça um estudo básico do público que estará presente:
  • Faixa etária: verifique as idades dos convidados, se houver uma grande quantidade de pessoas mais jovens, na faixa dos 20 aos 35 anos, a tendência é que bebam mais.
  • Religião: algumas não permitem o consumo de bebida alcoólica, portanto se tiver muitos parentes pertencentes a elas, já os considere fora do cálculo.
  • Círculo social: todos têm aqueles amigos que costumam sair mais e beber drinks com energético, ou aquela turminha do combo “churrasco e cerveja”.
Sendo assim analise os hábitos etílicos de seus convidados, se eles têm o costume de beber, se só o fazem socialmente e o tipo de bebida que mais consomem.

Cálculo de bebida para casamento: uma estimativa

casal brindando no dia do casamento A essa altura você deve estar se perguntando “mas qual é a quantidade de whisky para casamento que devo ter em mente?” ou “quantas garrafas de cerveja por convidado devo servir”? Conforme vimos, essa quantidade pode variar muito, porém, aproximadamente, o cálculo de whisky para casamento e outros destilados é de uma garrafa para cada 10 a 15 convidados. Se for usar vodka, cachaça, tequila e outros em drinks, pode considerar uma garrafa para 25 pessoas. A quantidade de vinho e cerveja varia dependendo da diversidade de bebidas alcoólicas presentes:
  • Cerveja: aproximadamente uma garrafa de 600 ml (cerca de 4,5% de graduação alcoólica) para grupos de 4 convidados, se houver outras bebidas, ou um para cada (se for só essa opção alcoólica mesmo).
  • Vinho tinto: 1 garrafa a cada 5 convidados, pois geralmente acompanha o jantar. Cada dose terá graduação alcoólica de cerca de 12,8%.
  • Vinho branco ou rosé: 1 garrafa para cada 3 pessoas (se só houver vinho) ou para 6 (quando há outras bebidas). A graduação alcoólica pode variar entre 10% e 13%.
  • Espumante ou champagne: 1 garrafa a cada 6 pessoas, considerando uma taça cada para o brinde. Nesse caso, o teor alcoólico de cada porção é de mais ou menos 5,3%.
Também não se esqueça das bebidas não alcoólicas. Uma sugestão de quantidade por convidado é:
  • Água - 500 ml
  • Suco ou refrigerante - 400 ml
Muitos buffets já incluem essas opções não alcoólicas, então se contratou um provavelmente não precisará se preocupar com isso. Se ainda estiver com dúvidas no cálculo de bebida para casamento, consulte os fornecedores. Também considere pegar o álcool por consignação, pois com este método você devolve o que não for consumido. Além de mais segura, essa maneira evita desperdícios ou, pior, que falte bebida – já que se sobrar você pode guardar o excedente, porém se não tiver o suficiente não tem o que fazer. Então evite situações constrangedoras e contabilize bem a quantidade de bebida para casamento, seja ele uma grande festa ou uma comemoração mais intimista. Assim terá mais tempo para curtir esse momento e ter uma preocupação a menos na cabeça. Um brinde aos noivos! Imagens: Personal Creations/Flickr, lukaskritzinger14/Pixabay e teksomolika/Freepik. Não compartilhe este conteúdo com menores de 18 anos.